PSD/Açores marca eleições directas internas, mas ainda ninguém se chegou à frente

Partilhar nas redes sociais
  • 6
  •  
  •  
  •  
    6
    Shares

As eleições directas internas para o PSD/Açores estão marcadas para 14 de Dezembro, seguidas de um Congresso Regional para os dias 17, 18 e 19 de Janeiro, mas ainda nenhum militante avançou com uma candidatura formal à liderança das estruturas regionais do partido. José Manuel Bolieiro faz tabu.

“Este Conselho Regional serviu para marcar eleições diretas para a liderança do partido, com o respectivo calendário, bem como o Congresso. A seu tempo, depois, e com a decisão de candidaturas, sejam elas quais forem, serão comunicadas”, adiantou, aos jornalistas, o presidente do Conselho Regional, José Manuel Bolieiro.

Questionado sobre se avançaria com uma candidatura, o dirigente social-democrata, presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada e vice-presidente do PSD nacional, avançou que “a seu tempo” revelará a sua decisão.

A escolha do novo líder do PSD/Açores surge depois de Alexandre Gaudêncio, o ex-presidente ter sido alvo de uma investigação da Polícia Judiciária (PJ) por suspeita de violação de regras de contratação pública, de urbanismo e ordenamento do território na Câmara Municipal da Ribeira Grande. Demitiu-se do cargo a 15 de Outubro e anunciou que iria pedir eleições internas directas.

 


Partilhar nas redes sociais
  • 6
  •  
  •  
  •  
    6
    Shares