Líder do PCP/Madeira acusa PS de provocar precariedade laboral

Partilhar nas redes sociais
  • 9
  •  
  •  
  •  
    9
    Shares

Edgar Silva, o coordenador do PCP na Madeira, acusa o PS de "assaltar" os direitos dos trabalhadores e de se aliar a PSD e CDS.

Para Edgar Silva, cabeça de lista comunista às eleições regionais de 22 de setembro, "o PS acabou por cometer mais um atentado aos direitos sociais, um ataque aos direitos laborais", criticando "as alterações que foram introduzidas pelo PS no Código de Trabalho no sentido de maior precarização laboral e desregulamentação dos horários de trabalho".

Para o coordenador regional do PCP, "o PS voltou a aliar-se ao PSD e ao CDS para aprovar alterações da legislação laboral que desequilibram, ainda mais, as relações de trabalho e promovem sucessivos ataques aos direitos dos trabalhadores", prometendo que irá "intervir para contrariar o ataque aos direitos laborais imposto pelo PS".


Partilhar nas redes sociais
  • 9
  •  
  •  
  •  
    9
    Shares